Itália enviará tropas para lutar contra Taleban

A Itália deve enviar 2,7 mil tropas para compor as forças na ofensiva contra o Taleban no Afeganistão, informou a BBC, citando informações do Ministério da Defesa. A contribuição militar italiana provavelmente deve centrar-se em apoio logístico e operações de defesa. A decisão da Itália segue-se à aprovação pelo gabinete alemão esta manhã do envio de 3,9 mil tropas para o Afeganistão. Paralelamente, o governo italiano anunciou o congelamento dos ativos de sete a oito companhias suspeitas de ligação com o terrorismo, a pedido das autoridades norte-americanas. De acordo com fonte do Ministério da Economia da Itália, o nome das companhias será divulgado pelos EUA nas próximas horas. A fonte afirmou que as companhias eram de procedência árabe. Em ação separada, a política italiana anunciou também ter prendido dois gerentes da Nada Management AG, formalmente conhecida como Al Taqwa, a pedido da polícia suíça, segundo a Ansa. A companhia foi relacionada por investigadores norte-americanos ao grupo Al-Qaeda. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.