Itália: ministra renuncia após problemas fiscais

A ministra italiana de Igualdade de Oportunidades, Josefa Idem, renunciou após denúncias de irregularidades no pagamento do imposto de uma de suas residências. Além da questão fiscal, o caso adquiriu conotações racistas e sexistas.

AE, Agência Estado

24 Junho 2013 | 20h05

Por meio de nota, o primeiro-ministro Enrico Letta, afirmou que a ministra entregou a carta de demissão nesta segunda-feira e o pedido foi aceito.

Nascida na Alemanha, a ministra foi alvo de críticas do partido anti-imigração Liga Norte, do deputado Mario Borghezio, e chegou a ser chamada de "prostituta".

Recentemente, o partido sugeriu que a congolesa Cécile Kyenge, também é membro do governo, fosse estuprada, em uma indicação clara do nível das discussões políticas na Itália nos últimos dias. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Itáliaministrarenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.