Itália: Monti deve ganhar apoio do Parlamento até sexta

Mario Monti deve ter organizado um novo governo para a Itália a ser aprovado com o voto de confiança no Parlamento até a sexta-feira, afirmou esta segunda-feira o presidente da Câmara dos Deputados, Gianfranco Fini.

AE, Agência Estado

14 de novembro de 2011 | 09h34

"Monti sabe que ele precisa ter harmonia com todos os grupos parlamentares, mas sabe que muitos deputados estão contra quaisquer políticos ativos no gabinete", disse Fini em entrevista a uma rádio.

Ex-comissário da União Europeia, Monti recebeu uma ordem do presidente no fim do domingo para formar um governo. Os principais partidos italianos já disseram que apoiarão a nova administração, mas querem um governo formado por "tecnocratas".

Fini disse que Monti estava envolvido em "sérias consultas" com partidos políticos e outras instituições relevantes para formar o gabinete. "Se ele tivesse tudo pronto já iria ao presidente com seu gabinete proposto", acrescentou o deputado.

Fini havia prometido renunciar como presidente da Câmara dos Deputados no dia seguinte à renúncia do primeiro-ministro Silvio Berlusconi. Berlusconi anunciou sua renúncia no sábado, mas tecnicamente ainda é o premiê até a posse de Monti. Fini disse que Monti pretende falar com sindicatos e entidades que representam as empresas sobre alguns pontos da agenda legislativa, o que o deputado considerou um "passo na direção certa". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliapolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.