Itália pode crescer mais de 0,8% este ano, diz ministro

O ministro de Economia da Itália, Pier Carlo Padoan, afirmou que o crescimento do país pode superar 0,8% este ano, mas não especificou o quanto.

AE, Agência Estado

20 de abril de 2014 | 20h13

Em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera, Padoan foi questionado se o crescimento do país poderia superar a previsão divulgada anteriormente pelo governo, de 0,8%. "Eu realmente acredito que sim, mas não é possível estimar o quanto", afirmou.

A economia da Itália encolheu em 2012 e 2013, mas voltou a crescer em bases trimestrais pela primeira vez em mais de dois anos nos últimos três meses do ano passado.

Este mês, o primeiro-ministro do país, Matteo Renzi, anunciou que o seu gabinete aprovou um plano plurianual que levará a um menor crescimento no curto prazo, mas que vai aumentar o potencial da terceira maior economia da zona do euro. Portanto, o governo ajustou sua previsão de crescimento para este ano de 1,0% para 0,8%.

Ainda sim, a previsão ficou acima da estimativa do Fundo Monetário Internacional (FMI), de expansão de 0,6% em 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliaeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.