Itália prende 23 da Camorra

De acordo com as investigações, suspeitos disputavam controle do crime na periferia de Nápoles

Efe,

20 de setembro de 2010 | 09h51

NÁPOLES - A polícia italiana prendeu nesta segunda-feira, 20, 23 acusados de pertencerem à Camorra, a máfia napolitana, em Acerra, na periferia de Nápoles.

De acordo com a polícia, os 23 serão indiciados por associação criminosa, extorsão, tráfico de drogas, porte ilegal de armas e homicídios.

Ainda segundo as investigações os presos fazem parte dos clãs Crimaldi, De Sena e De Falco-Di Fiore, que disputam o controle do crime na periferia de Nápoles.

As investigações começaram em 2006 quando a guerra entre clãs provocou a morte do 'capo' Ciro de Falco. Outras 20 pessoas que já estão detidas foram indiciadas por novos crimes, segundo a polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliamáfiaCamorra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.