Matteo Bazzi /EFE
Matteo Bazzi /EFE

Itália prende dois suspeitos de terrorismo inspirados pelo EI

Segundo a promotoria de Brescia, eles pretendiam atacar uma base americana ao norte da cidade, mas não chegaram a concluir o plano

O Estado de S. Paulo

22 de julho de 2015 | 11h12

ROMA - A polícia da Itália prendeu nesta quarta-feira, 22, ao menos dois suspeitos de terrorismo com ligações com o Estado Islâmico. Segundo a promotoria de Brescia, eles pretendiam atacar uma base americana ao norte da cidade, mas não chegaram a concluir o plano. 

Os suspeitos eram de origem paquistanesa e um tunisiana. De acordo com o promotor Maurizio Romanelli, eles não tinham treinamento militar. "Eles não chegaram a oferecer risco real a seus alvos", disse. ]

Além da base aérea de Ghedi, que abriga 100 militares americanos, a dupla pretendia atacar o Coliseu de Roma e a Catedral de Milão. A investigação começou em abril, quando contas atribuídas ao Estado Islâmico no Twitter publicaram fotos desses alvos com a frase "Estamos em suas ruas".

Os dois suspeitos pretendiam viajar para a Síria para receber treinamento do EI. Eles vinham reunindo material sobre jihadismo na internet, entre eles um guia para produção de bombas artesanais. Outro alvo da dupla, segundo os investigadores, era a empresa na qual um deles trabalhava.

Eles serão indiciados por associação ao terrorismo e subversão. Outras buscas estão sendo conduzidas na região da Lombardia. Ambos vivem há anos na Itália e têm família no país. /AP

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.