Itália prende suposto herdeiro de clã da máfia

Investigadores acusam Nicola Schiavone de ter ordenado o assassinato por um 'acerto de contas'

Efe,

15 de junho de 2010 | 04h47

ROMA - A polícia italiana deteve nesta terça-feira, 15, Nicola Schiavone, considerado o herdeiro à frente do poderoso clã "Los Casaleses" após a detenção em 1998 de seu pai, Francesco Schiavone, apelidado "Sandokan".

Algumas escutas recolhidas pelos investigadores provam que Nicola Schiavone, de 32 anos, tomou as rédeas do clã, o mais poderoso da Camorra, a máfia napolitana.

Este clã, entre outras coisas, condenou a morte o escritor italiano Roberto Saviano, que, com seu livro "Gomorra" revelou todos os mesentérios das atividades ilegais de "Los Casaleses".

Os investigadores acusam Nicola Schiavone de ter ordenado o assassinato por um "acerto de contas" em maio de 2009 dos membros da "família" Francesco Buonanno, Modestino Minutolo e Giovan Battista Papa.

Tudo o que sabemos sobre:
Itália, máfia, clã, suspeito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.