Italiano é baleado por forças israelenses na Cisjordânia

O italiano Patrick Corsi, de 30 anos, foi baleado por forças israelenses e está gravemente ferido após participar de uma marcha de apoio a palestinos na Cisjordânia nesta sexta-feira, afirmou Ahmad Bitawi, diretor do hospital Ramallah. Corsi foi atingido em uma manifestação pacífica no vilarejo de Kufr Qadom. De acordo com Bitawi, a condição de saúde do italiano é estável.

Estadão Conteúdo

28 Novembro 2014 | 20h35

Segundo Khaldon Ishtawi, morador da região, soldados israelenses atiraram em cerca de 400 manifestantes a uma distância de 40 metros e atingiram Corsi no peito. O Exército israelense afirmou que atirou com munição de baixo calibre após bombas de gás lacrimogêneo e outras medidas de controle falharem em impedir que os manifestantes queimassem pneus e atirassem pedras. Duas pessoas feridas e levadas para hospitais.

Em outro episódio de violência nesta sexta-feira, o Exército israelense afirmou que atirou com baixas de baixo calibre contra dezenas de manifestantes palestinos que atiravam pedras na região de Qalandiya, após preces semanais. Duas pessoas foram feridas, mas o Exército não forneceu mais informações sobre suas condições de saúde. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Israelpalestinositaliano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.