Italiano esconde pai no freezer para embolsar aposentadoria

Um italiano confessou ter escondido o corpo do pai no freezer por dois anos para poder continuar recebendo a aposentadoria dele. Gaetano Sivieri disse à polícia que colocou o corpo do pai, que tinha 91 anos quando morreu, numa garagem subterrânea na cidade alpina de Aosta, segundo informações publicadas pela imprensa. "Eu precisava do dinheiro", disse Sivieri, 63, segundo o jornal Corriere della Sera. A agência de notícias Ansa disse que ele embolsou quase 80 mil euros (R$ 200 mil) em aposentadorias. Sivieri, que será julgado por fraude e ocultação de cadáver, disse que, em janeiro de 2005, seu pai morreu quando ele o levava para casa, vindo de uma clínica. "O problema é que meu pai morreu durante o trajeto, no carro", disse ele, de acordo com o jornal La Repubblica. "Foi um momento de pânico. Não sabia o que fazer. Então tive a idéia de colocá-lo no freezer." O filho de Sivieri, Marco, chamou a polícia quando descobriu o corpo. Ele estava mostrando a garagem para um possível comprador. "Abri a tampa e vi um pijama e a mão de um homem." Marco não sabia da morte do avô, e acreditava que ele ainda estivesse na clínica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.