Italiano mata ex-mulher, outras seis pessoas e se suicida

Um ex-guarda de segurança fortemente armado matou hoje a tiros a ex-mulher e outras seis pessoas, entre familiares e vizinhos, e depois se suicidou, em um ataque que aterrorizou um pequeno povoado italiano. As vítimas, três homens e cinco mulheres, foram baleadas em duas casas adjacentes em Chieri, próximo à cidade de Turim, disse o coronel Filippo Ricciarelli, da polícia local.A imprensa italiana identificou o atacante como Mauro Antonello, um ex-guarda noturno e colecionador de armas de 40 anos. Ele invadiu a casa da ex-mulher, atirou nela e nos parentes dela e em alguns vizinhos antes de se matar com um tiro. Ricciarelli disse que a polícia encontrou várias pistolas e uma arma automática no local do crime. A mídia local afirmou que o atacante usou duas pistolas semi-automáticas, uma metralhadora e o revólver com o qual se matou.Segundo o canal privado de televisão TG5, um vizinho ouviu 40 disparos de não mais que cinco minutos. Entre as vítimas de Antonello estavam a ex-mulher dele, Carla Bergamin, da qual se separou há dois anos, a mãe, o irmão e a cunhada dela. Segundo a imprensa, a filha de sete anos do casal estava a salvo na escola no momento do ataque, que ocorreu por volta das 9h (horário local).As vítimas viviam em Chieri, a 12 quilômetros de Turim, na região de Piemonte. Segundo vizinhos, o casal teve uma separação difícil, mas Antonelle parecia ser uma pessoa normal e tranqüila. De acordo com a TG5, o atacante havia sido demitido com segurança e atualmente trabalhava na construção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.