Italiano seqüestrado no Afeganistão aparece em vídeo

A tevê da Itália divulgou nesta quarta-feira, 14, um vídeo que mostra o jornalista italiano seqüestrado na semana passada no Afeganistão. Ele pede ao primeiro-ministro, Romano Prodi, para se empenhar por sua libertação.O diário romano La Repubblica, onde trabalha o jornalista Daniele Mastrogiacomo, informou que o vídeo foi entregue nesta quarta no Afeganistão à organização humanitária italiana Emergency, que o repassou para as autoridades da Itália.No vídeo, Mastrogiacomo aparece sozinho dizendo: "Hoje é segunda-feira, 12 de março (...) Como podem ver, estou em boas condições físicas, mais ou menos, e... como podem ver, sob guarda". Nenhum militante ou arma são vistos no vídeo."Eles me prenderam porque eu estava em território taleban", continuou o jornalista, falando calma e pausadamente. Ele disse que dois colegas afegãos também estavam seqüestrados, uma aparente referência aos dois assistentes que viajavam com ele quando foi seqüestrado."Apelo ao governo, e à sensibilidade do premier Romano Prodi para que (...) eles possam em breve conseguir nossa libertação", disse Mastrogiacomo. Insurgentes taleban reivindicaram o seqüestro de Mastrogiacomo e dos dois afegãos, que viajavam de carro pela província de Helmand quando desapareceram em 5 de março.A Itália mantém atualmente 1.800 soldados no Afeganistão, mas tem resistido a pedidos da Otan para incrementar o número de tropas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.