Italianos são contrários à guerra, mostra pesquisa

Dois em cada três italianos acreditam que é melhor evitar uma nova campanha militar contra o Iraque, apesar de admitirem que Saddam Hussein lhes causa medo, revelou hoje uma pesquisa realizada pelo instituto SWG. Segundo o levantamento, que ouviu 600 pessoas, 71% dos entrevistados consideram que o Iraque ainda representa uma ameaça. No entanto, quando perguntados sobre sua posição diante de uma guerra contra Bagdá, menos de um quarto dos italianos (24%) se mostrou favorável a ela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.