Italianos seqüestrados na Nigéria são libertados

Os dois trabalhadores italianos seqüestrados na sexta-feira, 24, na zona petrolífera do delta do rio Níger foram libertados nesta segunda-feira, 26, depois do pagamento de um resgate por sua companhia, informou a imprensa local.Os dois italianos, Lúcio Moro e Luciano Passarin, teriam sido seqüestrados por um grupo armado chamado Ogoni. Mas até o momento ninguém se responsabilizou pela ação.Também não se sabe o valor pago pelo resgate, mas alguns jornais locais especulam que a companhia petrolífera teria oferecido 20 milhões de nairas (US$ 150 mil).Segundo fontes do Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (MEND, sigla em inglês), um dos grupos armados responsável por seqüestros de trabalhadores estrangeiros na região, outros dois italianos capturados dia 7 de dezembro serão libertados em breve.Cerca de 60 trabalhadores estrangeiros foram seqüestrados na região do delta do Níger desde o início do ano. Um engenheiro libanês foi assassinado em Port Harcourt na sexta-feira passada, 24, por um grupo armado desconhecido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.