Italianos sequestrados na Síria voltam para casa

Dois engenheiros italianos que foram sequestrados e mantidos em cativeiro por oito dias na Síria voltaram para a casa na Itália neste domingo. Domenico Tedeschi, de 36 anos, e Oriano Cantani, de 64 anos, disseram em Roma que não conhecem a identidade de seus sequestradores.

AE, Agência Estado

29 de julho de 2012 | 14h36

Os dois foram capturados por um grupo de homens usando máscaras que interceptaram seu carro quando se dirigiam ao aeroporto em 18 de julho. Cantani disse que o exército sírio organizou sua libertação, mas não deu mais detalhes.

Os dois trabalhavam para empresas terceirizadas ligadas à companhia italiana Ansaldo Energia. Em boas condições, eles encontraram familiares e autoridades do Ministério do Exterior no aeroporto. Eles devem falar com investigadores do caso. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
SíriaItáliasequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.