Itamaraty acha difícil brasileiros terem sobrevivido em Bali

O Ministério das Relações Exteriores não havia recebido, até a noite desta terça-feira, a confirmação das autoridades da Indonésia sobre o paradeiro dos dois brasileiros desaparecidos desde sábado, quando ocorreram os atentados terroristas em uma região turística da ilha de Bali. Entretanto, o Itamaraty considera que há poucas chances de o sargento Marco Antonio Faria e o civil Alexandre Watake terem sobrevivido porque, de acordo com os relatos obtidos, ambos estavam em locais atingidos pelas explosões.De acordo com a Assessoria de Comunicação Social do Itamaraty, o rastreamento do paradeiro de Faria e de Watake e de outros brasileiros que possam estar entre as vítimas fatais não trouxe ainda resultado concreto, mas alimentam as suspeitas mais negativas.Ontem, a Embaixada do Brasil em Jacarta enviou para a ilha indonésia Braulio Gomes, um de seus funcionários mais experientes, para cumprir a missão. Gomes deverá ainda acompanhar os resultados do trabalho das equipes que estão tentando identificar os corpos das vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.