Itamaraty: prisão de Saddam deve acelerar transição no Iraque

O Ministério das Relações Exteriores divulgou no início da noite uma nota oficial afirmando que a prisão de Saddam Hussein representa um ponto de inflexão na situação iraquiana e que contribuirá para acelerar o processo de transição no País. Na nota, o Itamaraty afirmou que as Nações Unidas terão um papel importante nesse processo. Durante o dia, a diplomacia brasileira não iria se manifestar, mas no início da noite mudaram de opinião. Eis a íntegra da nota:"O Brasil considera que a captura de saddam Hussein representa um ponto de inflexão na situação iraquiana e conta que contribuirá para acelerar o processo de transição ao auto-governo pelo povo iraquiano. O Brasil reitera seu ponto de vista de que as Nações Unidas devem desempenhar um papel central nesse processo."»Veja galeria de imagens

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.