Itamaraty se dispõe a prestar apoio jurídico

O governo brasileiro deve dar apoio jurídico a Paula Oliveira no processo sobre falso testemunho. Depois de o Ministério Público de Zurique abrir uma investigação criminal contra a brasileira, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse ontem que Paula terá assistência, caso haja necessidade. Amorim disse pela manhã não ter recebido informações oficiais sobre a decisão do governo suíço de impedir a saída da advogada do país.''Não tenho informação sobre isso (a decisão da Justiça suíça). Temos de dar atenção e apoio à nossa concidadã, uma brasileira que está na Suíça", declarou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.