Iugoslávia declara feriado em homenagem a vítimas da Otan

O governo iugoslavo acatou uma propostado presidente Vojislav Kostunica e declarou 24 de março - dia noqual a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) iniciouseus ataques contra a Iugoslávia, em 1999 - como novo feriadonacional. "Como uma nação e como um povo, somos obrigados a reconhecere lembrar o mal infligido a nós - assim como o mal que nósinfligimos a outros", dizia um comunicado do governo. "Destemodo, podemos evitar a repetição daquele mal." O novo feriado nacional foi batizado como Dia da Lembrança -em memória às vítimas dos 78 dias de bombardeios, iniciados paraobrigar o então presidente Slobodan Milosevic a encerrar seusataques contra rebeldes albaneses étnicos na província sulistade Kosovo. Centenas de civis, policiais e soldados morreram durante osataques aéreos e boa parte da infra-estrutura do país foidestruída. Milosevic finalmente recuou em junho de 1999, quandoconcordou em retirar as tropas sérvias de Kosovo - abrindocaminho para o deslocamento de soldados da Otan na província.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.