Iugoslávia deve extraditar Milosevic

O gabinete iugoslavo aprovou ontem por 8 votos a 1 e 7 abstenções a redação de um decreto-lei que estabelece bases legais de colaboração com o Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPI), com sede em Haia, na Holanda. A decisão abre caminho para uma rápida extradição do ex-presidente Slobodan Milosevic e de alguns de seus principais colaboradores acusados de genocídio e crime de guerra durante o conflito de Kosovo pelo TPI. E também preenche um dos principais requisitos para a concessão de créditos externos iniciais de US$ 1 bilhão ao governo do presidente Vojislav Kostunica, para reconstrução do país - bombardeado durante 70 dias em meados de 1999 pela aviação da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).Leia mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.