Evaristo Sá/ AFP
Evaristo Sá/ AFP

'Mas já acabaram as eleições?', pergunta Bolsonaro em referência à disputa nos EUA

Donald Trump se recusa a reconhecer a vitória de seu rival, anunciada no sábado, e denuncia, sem provas, uma fraude a favor do democrata, Joe Biden

Gustavo Porto, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2020 | 22h20
Atualizado 13 de novembro de 2020 | 16h47

BRASÍLIA - Um dos poucos líderes a não reconhecer a vitória de Joe Biden , o presidente Jair Bolsonaro perguntou nesta quinta-feira, 12, a apoiadores que se concentravam na entrada do Palácio da Alvorada se a eleição americana já havia acabado. Após ouvir de uma mulher que a foto feita ao seu lado iria para Miami (EUA), Bolsonaro indagou: "Está acompanhando as eleições lá?".

Após a resposta positiva, o presidente não se deu por vencido. "Qual tua opinião sobre as eleições americanas?", questionou. "Estamos muito tristes, estamos chorando", respondeu outra mulher, também no Alvorada. "Mas já acabou, já acabaram as eleições?", insistiu Bolsonaro.

Mesmo com a confirmação, no sábado, 7, da derrota do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump - que é seu aliado -, Bolsonaro manteve o silêncio e continua com o propósito de aguardar as ações judiciais que pedem a recontagem dos votos.

Na terça-feira, 10, ele chegou a provocar Biden, sem citá-lo, durante um discurso inflamado no qual lembrou que, na campanha eleitoral, o democrata havia ameaçado impor barreiras comerciais ao Brasil, caso os incêndios na Amazônia não fossem controlados.

"Quando acaba a saliva tem que ter pólvora. Não precisa nem usar a pólvora, mas tem que saber que tem", afirmou o presidente. "Assistimos há pouco um grande candidato à chefia de Estado dizendo que, se eu não apagar o fogo da Amazônia, ele vai levantar barreiras comerciais contra o Brasil. E como é que podemos fazer frente a tudo isso? Apenas pela diplomacia não dá", emendou Bolsonaro, em cerimônia no Palácio do Planalto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.