Já são 10 os mortos no atentado a um ônibus em Jerusalém

O atentado suicida em um ônibus deixou pelo menos 10 pessoas mortas em Jerusalém e cerca de 30 feridos. O ataque ocorreu a 100 metros da residência oficial do primeiro-ministro Ariel Sharon, que estava em sua fazenda, no sul de Israel. Até o momento, ninguém assumiu a autoria do atentado, que ocorreu no momento em que Israel dá início a um acordo para troca de prisioneiros com o grupo militante Hezbolah, com o embarque de 36 árabes para a Alemanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.