Já são 104 mortos na explosão de mina de carvão na China

Equipes de emergência trabalham para retirar os sobreviventes que estão a 500 metros de profundidade

Efe,

23 Novembro 2009 | 03h35

Os mortos pela explosão de uma mina de carvão na cidade chinesa de Hegang já são 104, embora ainda outros quatro mineiros permaneçam soterrados, informou hoje a agência oficial Xinhua.

 

Mais de 50 horas depois da explosão de gás, as equipes de emergência ainda continuam trabalhando para retirar os trabalhadores, que estão a 500 metros de profundidade e que teme-se que já estejam mortos.

 

A agência China News Agency assegurou que os dutos de entrada e ventilação da mina ficaram completamente destruídos no incidente, por isso que é vital achar os mineiros ainda desaparecidos o mais rápido possível.

 

As primeiras investigações assinalaram que o acidente foi provocado pela explosão de uma grande acumulação de gás retida no interior da mina, mas a origem e as circunstâncias são ainda desconhecidos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.