Já são 12 as vítimas da queda de helicóptero da ONU no Nepal

Há sete estrangeiros entre os mortos; todos os viajantes trabalhavam para a organização

Efe,

04 de março de 2008 | 03h13

As autoridades do Nepal resgataram 12 corpos do acidente de helicóptero da ONU ocorrido nesta segunda-feira, 3, no leste do Nepal. Entre os mortos, estão sete estrangeiros, segundo assegurou nesta terça-feira, 4, o Governo nepalês em comunicado. "As equipes de resgate da polícia encontraram os corpos de dez dos doze viajantes com os rostos queimados, e os outros dois junto ao motor", informou o Ministério de Interior nepalês. O helicóptero pertencia à Missão das Nações Unidas no Nepal (Unmin) e voltava para Katmandu vindo de um acampamento maoísta situado em Sindhuli, no leste do país, quando deixou de emitir sinais de contato em torno das 16 horas da segunda-feira (7h15 de Brasília). As identidades das vítimas ainda não foram divulgadas, embora nesta segunda-feira uma fonte próxima à ONU disse à Agência Efe que todos os viajantes a bordo do aparelho trabalhavam para a organização. No Nepal, há 186 supervisores - vindos de 41 países - encarregados da vistoria das armas e acampamentos dos maoístas, um elemento-chave do processo de paz que conta com um mandato do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Tudo o que sabemos sobre:
NepalONUacidente aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.