Já são 26 mineiros mortos na China

Equipes de resgate encontraram outros cinco corpos; 11 continuam desaparecidos

Efe, PEQUIM

17 de outubro de 2010 | 06h43

Vinte e seis mineradores foram asfixiados pelo escapamento de gás metano ocorrido no sábado, 16, em uma mina de carvão na província central de Henan, enquanto 239 dos 276 que trabalhavam no turno conseguiram escapar e 11 continuam desaparecidos, informou neste domingo, 17, a agência Xinhua.

 

Segundo uma primeira investigação, a fuga de 173.500 metros cúbicos de gás metano na mina situada na localidade de Yizhou é a origem do acidente, que poderia ter sido ainda mais desastroso, segundo os especialistas, se tivesse explodido, o  que se temia a princípio.

 

As equipes de resgate encontraram neste domingo outros cinco corpos. Com isso, o número de mortos aumenta para 26, após abrir-se caminho por túneis subterrâneos cheios de pó e onde são procurados os mineiros que ficaram presos.

Mais conteúdo sobre:
Chinaminagás metano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.