Já são 441 mortos na China por causa do tufão Saomai

O número de mortos na China por causa da passagem do tufão Saomai chegou neste domingo a 441, depois que cinco corpos foram encontrados na província oriental de Fujian, informou a agência "Xinhua".Apenas em Fujian, a mais afetada pelo pior tufão dos últimos 50 anos, 246 pessoas morreram. Na vizinha província litorânea de Zhejiang, o número de mortos chegou a 193.Os trabalhos se concentram agora no resgate dos corpos dos pescadores desaparecidos no naufrágio de 952 barcos no porto de Shacheng (Fujian), ocorrido na última sexta-feira.Em Fuding, foi retirada neste domingo boa parte dos corpos que estavam soterrados em algumas das 39 mil casas que não resistiram aos fortes ventos e inundações provocadas pelo Saomai. Para minimizar a situação das vítimas, autoridades chinesas destinaram US$ 2,1 milhões à região. Além disso, os feridos estão sendo tratados gratuitamente nos hospitais como medida excepcional, segundo uma ordem das autoridades locais, que enviaram remédios no valor de US$ 10 mil.Em Zhejiang, mais de 2,5 milhões de pessoas foram afetadas por este tufão que castiga a costa chinesa há mais de uma semana.Os danos materiais provocados pelo Saomai em Zhejiang e Fujian chegam a US$ 2.984 milhões. Serviços meteorológicos previram ainda a chegada nesta semana de uma nova tempestade tropical, chamada Wukong. Os desastres naturais (tufões, inundações, terremotos,entre outros) mataram 2.006 pessoas na China de janeiro a agosto, um dos números mais altos dos últimos seis anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.