Já são 45 os mortos em atentados contra xiitas de Bagdá

Seis bombas explodiram em áreas de maioria xiita da capital iraquiana neste domingo, 15, matando pelo menos 45 pessoas, numa retomada da violência sectária que representa um revés para os esforços americanos para pacificar a cidade. Ao norte de Bagdá, dois helicópteros britânicos caíram depois de uma colisão em pleno ar, matando dois militares, informam autoridades do Reino Unido. Já autoridades americanas informam a baixa de três homens dos EUA - dois soldados e um marine, que morreram em incidentes separados. Dois carros-bomba explodiram num intervalo de poucos minutos em um mercado do bairro de Shurta Rabia, uma área de população majoritariamente xiita, no oeste da cidade. A primeira detonação ocorreu pela manhã, em frente a um restaurante. Cinco minutos depois, outro carro explodiu nas proximidades, enquanto equipes de resgate ainda recolhiam as vítimas do atentado anterior. Havia muitas mulheres e crianças entre as vítimas, disseram as autoridades.Pouco depois do meio-dia, um suicida se explodiu em microônibus perto de um tribunal no bairro de maioria xiita de Al-Utafiyah, matando pelo menos oito pessoas e ferindo 11. Muitas das vítimas sofreram queimaduras graves. Três horas depois, outro microônibus, este convertido num veículo-bomba, explodiu numa rua comercial no distrito de Karradah, também de maioria xiita. O ataque deixou 11 mortos e 15 feridos.No mesmo distrito, após o pôr-do-sol, duas bombas de beira de estrada explodiram num intervalo de cinco minutos, matando pelo menos oito civis e ferindo outros 23. Também em Bagdá, dezenas de policiais iraquianos fizeram manifestação em frente a uma delegacia, acusando soldados americanos de tratá-los como "animais" e "escravos". O protesto ocorreu na delegacia de Rashad, no bairro de Mashtal. Os agentes policiais gritavam: "Não aos EUA! Fora, ocupantes!", enquanto eram observados, à distância, por três veículos de combate americanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.