Já são 47 mortos em queda de passarela na Índia

Um total de 47 pessoas morreu e mais de 60 ficaram feridas na queda de uma passarela de 160 anos sobre um trem, depois que os serviços de emergência dessem por concluídos os trabalhos de resgate, informou neste domingo a emissora de TV indiana "NDTV".O ministro de Ferrovias indiano, Lalu Yadav Prasad, que foi recebido com bandeiras negras no local do acidente, se apressou em anunciar uma ajuda de 100 mil rupias (1.680 euros) à família de cada vítima, assim como tratamento médico gratuito para os feridos.O acidente ocorreu no sábado na região oriental de Bihar, quando uma antiga passarela para pedestres caiu sobre um trem em movimento que circulava pela estação de Baghalpur. A passarela estava em processo de demolição e um de seus pilares cedeu devido à vibração no terreno causada pela passagem do trem, que fazia o trajeto entre as localidades de Howrah e Jawalpur, segundo uma fonte citada pela agência indiana "PTI".Segundo a "NDTV", as vias já haviam sido bloqueadas, 30 de novembro, após a queda de pequenas partes da passarela, construída durante a dominação britânica em 1861. Prasad ordenou a abertura de uma investigação para determinar as causas da queda da passarela e suspendeu dois engenheiros encarregados de supervisionar a demolição da passagem. Por sua vez, o chefe do Governo da região de Bihar, Nitish Kumar, criticou "a falta de liderança" e de "cuidado" no setor de ferrovias, informou a "NDTV".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.