Já são 74 os casos fatais de gripe aviária na Indonésia

Um indonésio de 29 anos morreu na ilha de Java, a principal e mais povoada da Indonésia, infectado pelo vírus H5N1 da gripe aviária, o que situa em 74 o número total de casos fatais por esta doença na quarta nação mais povoada do mundo, informaram fontes oficiais.Um funcionário do Ministério da Saúde da Indonésia afirmou que a vítima morreu na quinta-feira na cidade de Solo, cerca de 460 quilômetros ao leste de Jacarta, após vários dias de tratamento.Aparentemente, o homem pode ter contraído a infecção através do contato direto com as aves de criação de um morador de seu povoado, Sukokarjo.Sabe-se que a gripe aviária é transmitida às pessoas através do contato direto e prolongado com animais contaminados.Também na última quinta-feira, uma indonésia de 15 anos morreu da mesma doença no hospital Sulianti Saroso para doenças infecciosas de Jacarta, onde costumam ir as pessoas com esta doença.A Indonésia transformou-se no país com o número mais alto de vítimas fatais de gripe aviária. Conta com um índice de morbidade de 78% em casos confirmados, e a epizootia transformou-se em endêmica nas ilhas de Java, Sumatra e Bali, e na região meridional das ilhas Célebes.A Indonésia, após assinar um acordo com uma farmacêutica americana, deixou de compartilhar as amostras de seus pacientes de gripe aviária com a Organização Mundial da Saúde (OMS), porque queria garantir vacinas baratas quando se descobrisse o remédio, e por isso o organismo multilateral não atualiza os dados desta nação em sua lista mundial.Assim, os dados correspondentes a 2 de abril de 2007, os últimos oferecidos, constatam em todo do mundo - desde que a epidemia reapareceu, em 2003 - um total de 288 casos, dos quais 170 foram fatais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.