Jackson não deve intermediar disputa com Taleban

O importante líder americano de direitos civis Jesse Jackson afirmou nesta sexta-feira que não está inclinado a aceitar o convite do Afeganistão para intermediar a disputa com os Estados Unidos, apesar dos novos pedidos da milícia Taleban, que governa o país.Jackson revelou ter recebido uma carta nesta sexta-feira do embaixador afegão no Paquistão, convidando-o para um encontro com funcionários de alto escalão do Taleban."A carta não aumenta a minha vontade de ir", afirmou o ex-candidato à Presidência. Jackson afirmou ter repassado a mensagem ao secretário de Estado, Colin Powell, e ao secretário das Nações Unidas, Kofi Annan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.