Jamaica e outros países restringem entrada de viajantes

Jamaica, Guiana e Trinidad & Tobago restringiram, nesta quinta-feira, a entrada de viajantes vindos de países da África Ocidental mais atingidos pela epidemia de ebola. O anúncio foi feito um dia depois de a Colômbia e Santa Lúcia determinarem proibições semelhantes.

Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2014 | 21h35

Autoridades na Jamaica proibiram a entrada imediata em qualquer pessoa que vier da Guiné, Libéria e Serra Leoa em quatro semanas.

A medida foi anunciada logo após um casal norte-americano ser colocado em quarentena no Aeroporto Internacional Sangster, na cidade turística do norte de Montego Bay. Um deles foi à Libéria há duas semanas. Autoridades disseram que o casal foi considerado saudável e enviado de volta pra os EUA.

O governo da Guiana afirmou que as missões diplomáticas do país haviam sido orientadas a não emitir vistos para pessoas de nações da África Ocidental afetadas pelo vírus.

Trinidad & Tobago informou que vai negar a entrada de qualquer residente da Guiné, Libéria, Nigéria, República Democrática do Congo e Serra Leoa. Outros viajantes que visitaram alguma dessas nações dentro de seis semanas serão colocados em quarentena por 21 dias após a sua chegada. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ebolarestrição viagens

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.