Jamaica se prepara para chegada de tempestade

A tempestade tropical Ernesto se aproximava da Jamaica neste domingo em seu caminho para a península do Yucatán e Golfo do México. Autoridades de emergência em alguns trechos do leste da ilha já eram atingidas pelas chuvas e há expectativa de fortes ventos e chuvas em toda a Jamaica. O órgão de gestão de emergências pediu às pessoas que vivem em áreas que podem sofrer alagamentos que fiquem alertas e evitem lugares inundados.

AE, Agência Estado

05 de agosto de 2012 | 13h50

A primeira-ministra Portia Simpson Miller pediu aos jamaicanos que tomem as medidas necessárias de precaução para garantir sua segurança. "Eu peço a vocês que se preocupem especialmente com as crianças, os doentes com deficiências, os idosos e os mais vulneráveis", declarou Simpson Miller.

A meteorologia prevê que Ernesto provoque entre 76 milímetros e 152 milímetros de chuvas na ilha caribenha, que tem menos de 3 milhões de habitantes, antes de chegar às costas de Honduras, Belize e México, provavelmente já como um furacão. Segundo meteorologistas, Ernesto pode perder força e se transformar numa tempestade ao chegar ao continente e então ganhar força novamente e se tornar um furacão no Golfo do México no fim da semana que vem.

Um aviso de tempestade tropical entrou em vigor na costa de Honduras, no trecho compreendido entre a fronteira com a Nicarágua até Punta Castilla, e na ilha de Grand Cayman, nas Ilhas Cayman. Há também a possibilidade de chuvas e tempestades na República Dominicana e no Haiti.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, pela sigla em inglês), o olho da tempestade Ernesto estava a 335 quilômetros ao sul de Kingston, na Jamaica, no fim da manhã deste domingo. Ernesto tinha ventos máximos sustentados de cerca de 85 quilômetros por hora e se movia rapidamente para o oeste a 37 quilômetros por hora. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.