AP
AP

Japão acusa jatos da Rússia de violarem espaço aéreo

Ministério das Relações Exteriores japonês apresentou reclamação a Moscou e enviou caças em resposta

Agência Estado

07 de fevereiro de 2013 | 10h49

TÓQUIO - Dois aviões militares russos violaram o espaço aéreo do Japão nesta quinta-feira, 7, disse o Ministério das Relações Exteriores japonês, acrescentando que apresentou uma reclamação a Moscou sobre o incidente e enviou caças japoneses em resposta.

O incidente ocorre em um momento sensível para o Japão, que reclamou do que classifica como "lamentáveis" as ações da China no mês passado ao apontar seus sistemas de radar para dois alvos japoneses no caso mais recente relacionado a uma disputa entre os dois países por ilhas no Mar do Leste da China.

O Ministério de Relações Exteriores disse que jatos de combate russos, conhecidos como SU-27s, violaram o espaço aéreo japonês sobre a Ilha Rishiri. A invasão durou cerca de um minuto e ocorreu por volta das 4h (de Brasília).

O Japão enviou quatro jatos de combate F-2 em resposta. É a primeira vez desde 2008 que o Japão acusou aviões militares russos de violarem seu espaço aéreo. Não houve comentários da Rússia sobre a acusação do Japão.

As informações são da Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoRússiaespaço aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.