Japão afirma que postura norte-coreana não é construtiva

O ministro de Relações Exteriores do Japão, Taro Aso, descreveu nesta sexta-feira, 23, a postura norte-coreana nas recentes conversas de seis lados em Pequim como "não construtiva", segundo a agência de notícias japonesa Kyodo.De acordo com Aso, "a Coréia do Norte parece insistir muito na questão do Banco Delta Asia".O dirigente japonês se referia às contas norte-coreanas congeladas no banco de Macau, que foram desbloqueadas pelos Estados Unidos como parte da negociação para o fim do programa nuclear da Coréia do Norte.O ministro porta-voz, Yasuhisa Shiozaki, concordou com Aso. Ele afirmou que as conversas de seis lados entre as duas Coréias, China, Rússia, EUA e Japão não avançaram devido à insistência dos norte-coreanos, que exigiam antes o desbloqueio dos fundos.Aso disse que as conversas podem ser retomadas quando os problemas técnicos forem resolvidos e a Coréia do Norte confirmar a transferência dos fundos para uma conta no Banco da China.Para Shiozaki, o problema dos fundos do Banco Delta Asia é legal, e por isso não deveria afetar o desmantelamento nuclear da Coréia do Norte, de acordo com o acordo de 13 de fevereiro, em Pequim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.