Japão ameaça derrubar foguete norte-coreano

O Japão condenou a intenção da Coreia do Norte de lançar um foguete, ameaçando hoje derrubá-lo. Pyongyang informou ontem que o projétil passaria por sobre o Japão e determinou uma "zona de risco" perto da costa japonesa. A Coreia do Norte informou a agências da Organização das Nações Unidas (ONU) as coordenadas em que o foguete pode cair. Segundo esse plano, o projétil será lançado por sobre o Japão e cairá no Oceano Pacífico, entre os dias 4 e 8 de abril.

AE-AP, Agencia Estado

13 de março de 2009 | 14h01

Uma das zonas de "risco" onde o foguete pode cair fica a menos de 120 quilômetros da costa japonesa, segundo a Organização Internacional de Aviação Civil e a Organização Internacional Marítima. A outra fica no meio do Pacífico, entre o Japão e o Havaí. Em Tóquio, o secretário-chefe do gabinete Takeo Kawamura disse a Pyongyang para abandonar a iniciativa, pois o Japão está pronto para se defender. "Falando legalmente, se esse objeto cair em direção ao Japão, nós podemos derrubá-lo por razões de segurança", afirmou.

"Eles podem chamar isso de satélite ou seja o que for, mas isso seria uma violação", disse o primeiro-ministro Taro Aso, referindo-se a uma resolução do Conselho de Segurança da ONU proibindo Pyongyang de qualquer atividade balística. A Coreia do Sul também advertiu o vizinho sobre o lançamento. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que a iniciativa "ameaçaria a paz e a estabilidade na região". Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul acusam Pyongyang de preparar o lançamento de um míssil, enquanto os norte-coreanos afirmam que irão lançar um satélite com intenções pacíficas.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteJapãofoguete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.