Japão anuncia sanções contra a Rússia

O Japão anunciou uma série de sanções contra a Rússia por conta do reconhecimento da Crimeia como um Estado independente. As medidas envolvem a suspensão das negociações para relaxar as exigências de visto entre o Japão e a Rússia, bem como a interrupção de negociações sobre investimentos e nas áreas militar e espacial.

AE, Agência Estado

18 de março de 2014 | 01h41

Essas são sanções modestas quando comparadas às impostas pelos EUA e pela União Europeia, que congelaram ativos de pessoas envolvidas nos distúrbios na Crimeia e que apoiam a separação da região.

O ministro de Relações Exteriores, Fumio Kishida, insistiu que a Rússia cumpra as leis internacionais, retire o reconhecimento à independência da Crimeia e não continue com a anexação da região.

Em comunicado, o ministro ressaltou que o Japão não reconhece o resultado do referendo da Crimeia para se separar da Ucrânia e que a votação viola a constituição ucraniana. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãorússiasanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.