Japão apreende pesqueiro chinês após recusar inspeção

A guarda costeira do Japão apreendeu no domingo um pesqueiro chinês que se recusou a passar por uma inspeção em águas marítimas japonesas, no mais recente incidente entre os dois países relacionado a águas territoriais.

REUTERS

07 de novembro de 2011 | 08h37

O barco foi interceptado pela guarda costeira perto das ilhas Goto, nas imediações de Nagasaki, sudoeste do Japão, e recebeu orientação em chinês para parar, mas ignorou os sinais, disse a guarda costeira de Nagasaki nesta segunda-feira.

O incidente ocorreu passado pouco mais de um ano de crescente tensão nas relações sino-japonesas por causa da prisão do capitão de um pesqueiro chinês que colidiu com uma embarcação da patrulha marítima do Japão perto de ilhas disputadas pelos dois países, no mar do Leste da China.

O conflito provocou furor nacionalista em ambos os lados e prejudicou fortemente as relações diplomáticas.

Desta vez, no entanto, o barco chinês foi detido em uma área que não faz parte da região em disputa, segundo a guarda costeira, e os governos e mídia de ambos os lados reagiram com comedimento.

Por Kiyoshi Takenaka

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOCHINAPESCADOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.