Japão aprova lei para tentar reduzir número de suicídios

Uma nova lei aprovada pelo Parlamento, que entrou nesta quinta-feira em vigor no Japão, obriga os governos regionais e central a tomar medidas para reduzir o alto número de suicídios, informaram fontes oficiais. Em 2005, pelo oitavo ano consecutivo, foram registrados mais de 30 mil suicídios no país.O texto aprovado recomenda "elevar a consciência social para o problema", melhorando os centros médicos, levando apoio aos suicidas em potencial e aos que falharam na tentativa, bem como aos seus familiares.Segundo as últimas estatísticas sobre suicídios no Japão, no ano passado 32.552 pessoas se mataram, das quais 70% eram homens. Mais da metade tinha mais de 50 anos. Problemas de saúde, dificuldades econômicas e complicações com a família são as três grandes causas dos suicídios no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.