Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Japão confirma 8º caso de vaca-louca

O Ministério da Saúde do Japão confirmou hoje a identificação do oitavo caso de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), ou doença da vaca louca, no país. O último caso tinha sido registrado em janeiro. Desta vez, a doença foi identificada em um animal de 23 meses enviado ao abatedouro de Ibaraki, cidade ao norte de Tóquio. Os testes foram realizados pelo Instituto Nacional de Doenças Infecciosas, segundo a porta-voz do Ministério, Makoto Kanie. O primeiro caso apareceu no Japão em setembro de 2001 e até agora o governo não sabe como a doença se espalhou pelo rebanho local. No mês passado, o Ministério de Agricultura informou que o rastreamento dos animais infectados leva crer que a origem está na ração importada da Itália ou em bovinos comprados do Reino Unido, dois países que têm vários casos de vaca louca. Acredita-se também que algumas fábricas de ração do Japão possam não ter lidado da forma adequada com a desinfecção de suas máquinas, quando determinado pelo governo. Neste caso, o Japão pode vir a registrar mais de 30 casos da doença, de acordo com um estudo de cenário realizado pelo ministério. O governo acredita ser improvável que tais animais possam entrar na cadeia alimentar por conta do sistema de inspeção, o mesmo que tem descoberto os casos de vaca louca no país. Cientistas acreditam que a ingestão de carne contaminada possa provocar o mal de Creutzfeldt-Jakob, uma doença humana degenerativa e mortal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.