Japão confirma um morto em terremoto que feriu 120

Mulher morreu na província de Shizuoka, na região central do país, a mais atingida pelo tremor

Efe,

12 de agosto de 2009 | 04h41

A polícia japonesa confirmou nesta quarta-feira, 12, que uma mulher de 43 anos morreu em virtude do terremoto de 6,5 graus na escala Richter que atingiu a província de Shizuoka (centro) e deixou outras 120 pessoas feridas nesta terça-feira.

 

A mulher morreu esmagada por uma estante de livros em casa, em Shizuoka, a cidade mais afetada pelo terremoto e onde residia a maioria das 120 pessoas feridas. O tremor afetou a estrutura de cinco mil casas da província.

 

O terremoto aconteceu às 5h07 de terça-feira (17h07 de segunda em Brasília) e forçou também o fechamento temporário de dois reatores nucleares e a paralisação durante duas horas do serviço de trem-bala na região.

 

O fato de o tremor ter acontecido relativamente perto da superfície fez com que fosse sentido com muita intensidade em uma ampla área do centro do Japão.

 

A agência de notícias Kyodo informa que 120 pessoas fiaram feridas, a maioria levemente, pelo terremoto, o maior ocorrido em Shizuoka desde 1944.

Tudo o que sabemos sobre:
TerremotoJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.