Kyodo/via Reuters
Kyodo/via Reuters

Japão considera decretar estado de emergência em Tóquio por covid-19

O país viu um recorde de 4.520 novos casos em 31 de dezembro em uma nova onda de infecções, levando a capital, Tóquio, e três prefeituras vizinhas a buscar uma declaração de emergência do governo nacional

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de janeiro de 2021 | 03h15

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse nesta segunda-feira, 4, que o governo considera declarar estado de emergência para a área metropolitana de Tóquio, à medida que os casos de coronavírus aumentam e sobrecarregam o sistema médico do país.

O Japão viu um recorde de 4.520 novos casos em 31 de dezembro em uma nova onda de infecções, levando a capital, Tóquio, e três prefeituras vizinhas a buscar uma declaração de emergência do governo nacional. A região foi responsável por mais da metade dos casos nacionais no domingo.

O primeiro-ministr resistiu aos apelos, ciente dos possíveis danos à economia. Como medida provisória, os restaurantes e karaokês da área de Tóquio estão sendo fechados às 20h - anteriormente, eles fechavam às 22h.

“Mesmo durante os três dias do feriado de Ano Novo, os casos não diminuíram na área da grande Tóquio”, disse Suga em uma entrevista coletiva para marcar o início de 2021. “Sentimos que uma mensagem mais forte era necessária.”

Ele observou que a redução do horário comercial dos restaurantes ajudou a conter o aumento de infecções em algumas regiões, incluindo Osaka e Hokkaido.

Se declarada, esta será a segunda vez que regiões do Japão entrarão em estado de emergência por causa da pandemia covid-19. O primeiro decreto durou mais de um mês na primavera passada, quando escolas e estabelecimentos não essenciais foram fechados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.