Japão desdobrará mísseis defensivos em Tóquio

Está prevista a instalação de plataformas de Lançamento em dez pontos da capital

EFE

25 de novembro de 2007 | 02h19

O Ministério da Defesa japonês planeja realizar no próximo mês exercícios de desdobramento de plataformas de lançamento de mísseis Patriot em Tóquio para provar a capacidade de defender a capital de um eventual ataque, afirma neste domingo o jornal "The Daily Yomiuri". Segundo o jornal, está prevista a instalação de plataformas de lançamento Patriot Advanced Capability-3 (PAC-3) em dez pontos da capital, incluindo uma no centro e na base das Forças de Autodefesa em Ichigaya, junto ao Ministério da Defesa. A finalidade seria provar como Tóquio pode defender-se de um eventual ataque com mísseis balísticos e determinar quais são os melhores pontos para instalar as plataformas de lançamento. O sistema PAC-3 já foi instalado em março na base de Iruma, da Prefeitura de Saitama, ao norte de Tóquio, após o lançamento de vários mísseis da Coréia do Norte meses antes. No entanto, segundo o "Daily Yomiuri", seu raio de ação é insuficiente, pois alcança somente entre 15 e 20 quilômetros, quando a base de Iruma está a 40 quilômetros do centro de Tóquio, onde estão o Palácio Imperial e vários edifícios oficiais. De acordo com o jornal, durante os exercícios de desdobramento o Ministério da Defesa tentará esclarecer se alguns arranha-céus podem ser um obstáculo para os Patriot. A construção de um escudo antimísseis balísticos no Japão começou em outubro de 2006 com a colocação de mísseis Patriot na província meridional de Okinawa, na base que os Estados Unidos têm nessa ilha. Para o ano 2010, o Japão planeja a instalação de 30 plataformas de lançamento PAC-3 em dez posições, em bases que cobrem o centro e o sul do arquipélago, além de quatro navios Aegis com sistema de interceptores Standard Missile-3.

Tudo o que sabemos sobre:
Japão, mísseis defensivos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.