Japão diz que AIEA melhora perspectivas de desnuclearização

Retomada das conversas de seis lados depende dos avanços no desarmamento

Agencia Estado

21 Junho 2007 | 13h05

O governo japonês considerou nesta terça-feira, 19, que a chegada à Coréia do Norte dos inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) "aumenta as possibilidades" de que o país avance na sua desnuclearização.Segundo informou a agência Kyodo, o ministro de Relações Exteriores, Taro Aso, disse também que a retomada das conversas de seis lados sobre o programa nuclear dependerá dos avanços no desarmamento norte-coreano."É preciso ver até que ponto a Coréia do Norte põe em prática os passos iniciais de forma sincera", disse Aso, respondendo a uma pergunta sobre a próxima reunião dos negociadores (as duas Coréias, Japão, China, Rússia e Estados Unidos).O negociador dos EUA, Christopher Hill, disse em Seul que a negociação de seis lados pode ser retomada após o fechamento do reator norte-coreano de Yongbyon. Ele deve chegar nesta terça-feira a Tóquio para discutir com as autoridades japonesas o processo de desnuclearização.No sábado, a Coréia do Norte convidou inspetores da AIEA a visitar o país.O chefe da diplomacia japonesa disse nesta terça-feira que a decisão da Agência Internacional de Energia Atômica de enviar a seus inspetores à Coréia do Norte, possivelmente na última semana de junho, "aumenta as perspectivas" de avanços no processo de desnuclearização.Os inspetores do órgão internacional foram expulsos do país no fim de 2002. Seu retorno é uma das exigências do acordo para a desnuclearização da Coréia do Norte, assinado dia 13 de fevereiro.

Mais conteúdo sobre:
desnuclearizaçãoJapãoAIEA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.