Japão diz que ruptura no reator 3 em usina é improvável

A agência de segurança nuclear do Japão disse nesta sexta-feira que não há informações que indicam a existência de uma ruptura no reator 3 de sua usina nuclear danificada.

REUTERS

25 de março de 2011 | 08h53

Três trabalhadores sofreram queimaduras de radiação decorrentes do contato com a água no reator.

"Poderia ser de operações de ventilação e poderia haver algum vazamento da água dos canos ou das válvulas, mas não há dados que sugerem uma rachadura", disse uma autoridade da agência nuclear do Japão.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAONUCLEARREATOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.