Japão diz ter foco de gripe aviária do tipo H5N1

Uma erupção de gripe aviária em uma avícola no sudoeste do Japão foi causada pela variante H5N1, a espécie mais resistente do vírus, autoridades do ministério da Agricultura disseram no sábado, confirmando a segunda ocorrência desse tipo no Japão neste mês. Não há registros de casos de contaminação de humanos pelo vírus no Japão. Autoridades locais estavam dando início ao processo de destruição de todas as 50.000 aves da fazenda após 3.200 terem morrido devido à doença. Outras 50.000 aves em uma criação próxima também seriam abatidas como uma medida de precaução, segundo uma autoridade local. Testes iniciais mostraram que as aves na fazenda na região de Miyazaki foram infectadas com um subtipo H5 do vírus da gripe aviária, no entanto mais testes foram necessários para determinar se tratava do temido H5N1. A variação H5N1 já matou pelo menos 164 pessoas ao redor do mundo desde 2003, a maioria na Ásia. Cerca de 200 milhões de aves foram mortas pelo vírus ou destruídas para prevenir sua disseminação. Especialistas temem que o vírus possa sofrer mutação em uma forma que cause a contaminação entre humanos, gerando uma pandemia em que milhões podem morrer. No sábado, o Ministério da Agricultura japonês disse haver a suspeita de um foco de gripe aviária em uma fazenda na região de Okayama, no oeste do Japão. Dezessete aves morreram na fazenda em Takahashi, Okayama, desde sexta-feira, disse uma autoridade do ministério. Uma autoridade local afirmou haver 12.000 frangos no local. "Nós estamos realizando testes mais detalhados. Nada está determinado até então", disse a autoridade do ministério. No início deste mês, o Japão teve o primeiro foco de H5N1 em aves em mais de três anos, e também em Miyazaki, a maior região produtora de aves. Casos de disseminação do vírus aumentaram na Ásia nas últimas semanas, como em invernos anteriores, elevando o número de mortos na Indonésia para 63, o país com o maior número de fatalidades. Um garoto de 14 anos no Azerbaidjão foi hospitalizado com suspeita da doença, enquanto o Vietnã tenta controlar a disseminação da doença entre aves no delta do Mekong. O primeiro foco de gripe aviária na União Européia neste ano foi confirmado na quarta-feira, após o vírus H5N1 ser detectado em gansos na Hungria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.