Japão e Coreia do Norte têm 1ª negociação em 16 meses

O Japão e a Coreia do Norte iniciaram negociações neste domingo pela primeira vez em mais de um ano. As conversas deverão centrar foco nos sequestros de japoneses pela Coreia do Norte há décadas.

Agência Estado

30 de março de 2014 | 10h21

O destino de pelo menos dezenas de pessoas que, segundo o Japão, foram capturadas pela Coreia do Norte nas décadas 1970 e 1980, deverá estar no topo das agendas de dois dias de negociações em Pequim.

Os dois países concordaram em retomar as conversas após um encontro informal no início deste mês entre funcionários do Ministério das Relações Exteriores do Japão e da Coreia do Norte na cidade chinesa de Shenyang.

Neste domingo, o embaixador da Coreia do Norte, Song Il Ho, se reuniu na embaixada do país em Pequim com a delegação japonesa liderada por Junichi Ihara, diretor-geral para Assuntos da Ásia e da Oceania do Ministério de Relações Exteriores do Japão.

A Coreia do Norte admitiu, em 2002, que seus agentes capturaram mais de uma dezenas de japoneses entre 1970 e 1980. O país permitiu que cinco deles retornassem ao Japão, mas disse que os outros morrerem, ou não foram raptados. O Japão acredita que pode haver outros japoneses sequestrados ainda vivos na Coreia do Norte. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoCoreia do Nortenegociações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.