Japão e Coréia do Sul chegam a acordo sobre ilhas

O Japão cancelará sua expedição às ilhas Dokdo e a Coréia do Sul adiará seu plano de registrar nomes cartográficos coreanos na área em litígio. Esse foi o denominador comum ao qual chegaram, neste sábado, os dois países, segundo divulgou a agência Yonhap. O acordo, firmado entre representantes do governo em Seul, na Coréia do Sul, foi anunciado menos de um dia após os dois países darem como fracassadas as negociações sobre o impasse. Mas em "um último minuto" e após dar a reunião por fracassada duas vezes, como ressaltou a imprensa sul-coreana, o Japão pediu novos contatos que acabaram abrindo as portas para um compromisso. A crise das ilhas Dokdo (Takeshima, em japonês) foi desencadeada esta semana, quando o Japão decidiu enviar dois navios de prospecção científica rumo às ilhotas desabitadas, que são reivindicadas por Tóquio e Seul desde o fim da Segunda Guerra Mundial como parte de suas respectivas Zonas Econômicas Exclusivas marítimas.

Agencia Estado,

22 Abril 2006 | 13h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.