Japão e Coreia do Sul devem assinar acordo de defesa

Desde o fim da ocupação japonesa na península coreana, em 1945, levou 20 anos para Japão e Coreia do Sul estabelecerem relações diplomáticas. Agora, pela primeira vez desde a ocupação, os militares dos dois países estão perto de assinar um acordo próprio, segundo o The Wall Street Journal.

Agência Estado

09 Maio 2012 | 02h40

No resumo de notícias desta terça-feira em Seul e em Tóquio, os militares de ambas as nações disseram que finalizam dois acordos de cooperação que deverão ser assinados em uma reunião bilateral entre os ministros da Defesa nas próximas semanas.

Os dois países começaram a discutir os acordos no ano passado. Isso não significa que a Coreia do Sul e o Japão lutarão um pelo outro numa eventual guerra. Mas o acordo representa um dos últimos passos importantes rumo a uma relação bilateral que, por várias décadas, tem se desenvolvido em termos econômicos e políticos.

Um porta-voz militar da Coreia do Sul disse que os acordos envolverão assistência humanitária, socorro a desastres e intercâmbio de informações militares. Relatos da mídia, tanto no Japão quanto na Coreia do Sul, apontam que os acordos também abrangerão aquisições e logísticas (exceto para armas) e operações para a manutenção da paz. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
JAPÃO COREIA DO SUL

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.