Japão e EUA renovam acordo sobre realocação de tropas

O subsecretário de Estado americano, Robert Zoellick, e o ministro de Relações Exteriores japonês, Taro Aso, assinaram nesta segunda-feira um novo acordo sobre a realocação de tropas dos EUA no Japão e o pagamento, por Tóquio, de parte dos custos dessa mobilização. "É uma satisfação a assinatura deste acordo, que prolonga o apoio japonês às forças americanas que ajudam a proteger o Japão e a manter a paz na região", disse Zoellick em comunicado,divulgado pela Embaixada americana em Tóquio. Segundo o renovado "Acordo de Medidas Especiais", o governo japonês se compromete a cobrir durante os próximos dois anos, com US$ 1,2 bilhão, grande parte dessa mudança e realocação de bases eefetivos americanos. O acordo assinado por Zoellick e Aso na capital japonesa também ressalta a consolidação da cooperação estratégica dos EUA e do Japão no âmbito da segurança. O subsecretário de Estado americano também expressou o agradecimento de seu governo pelo apoio do Japão no Iraque e noAfeganistão. O primeiro Acordo de Medidas Especiais entre Washington e Tóquio data de 1991, mas os dois países já começaram em 1978 a compartilharo custo da mobilização de forças americanas no Japão. Os Estados Unidos têm 44.590 soldados no Japão, a maior parte forças de desembarque e da Aeronáutica. Quase dois terços estão em Okinawa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.