Kyodo News/AP
Kyodo News/AP

Japão estuda plano caso Coreia do Norte lance míssil

Pyongyang anunciou no sábado que pretende lançar um foguete de vários estágios em dezembro

Agência Estado

03 de dezembro de 2012 | 04h56

TÓQUIO - O primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, disse nesta segunda-feira, 3, que o país vai cooperar com EUA, China, Coreia do Sul e Rússia na preparação de um plano caso haja novo lançamento de míssil pela Coreia do Norte.

 

"Eu ordenei os ministros do gabinete a se reunirem e analisarem as informações com atenção, com o intuito de levantarmos de que maneira poderemos colaborar mais de perto com esses países", afirmou Noda, salientando que a intenção é conter os impulsos de Pyongyang.

 

Noda disse que o Japão tenta se preparar para o inesperado, lembrando que é importante que o governo mantenha a população informada sobre o desdobramento das ações, uma lição que ele disse ter aprendido com o lançamento do foguete anterior feito pela Coreia do Norte em abril.

 

Pyongyang anunciou no sábado que pretende lançar um foguete de vários estágios em algum momento entre os dias 10 e 22 de dezembro, próximo ao aniversário de um ano de morte do ditador Kim Jong Il.

 

As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
JapãomíssilCoreia do Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.