Japão exclui baleia jubarte de caça na Antártida

A frota usada na pesca de baleias doJapão na Antártida será orientada a não mais matar baleiasjubarte, mas manterá os planos de capturar cerca de mil baleiasde outras espécies até o começo de 2008, disse uma fonte dogoverno na sexta-feira. Na quarta-feira, a Austrália anunciou a mobilização de umbarco de patrulha pesqueira para reunir provas para um possívelprocesso na Corte Internacional contra a atividade baleeirajaponesa. O Japão havia autorizado a captura de 50 baleias jubarte,espécime ameaçado de extinção, na sua temporada anual de caça,o que provocou indignação internacional. As jubarte, conhecidas por sua silhueta característica epelos saltos acrobáticos, foram quase extintas devido àatividade humana, até que a Comissão Baleeira Internacionaldeterminasse sua proteção, em 1986. "O Japão decidiu não capturar baleias jubarte por um oudois anos", disse Nobutaka Machimura, porta-voz do governo, ajornalistas. "As relações do Japão com a Austrália podem melhorar, masdepende de como ela verá nossa decisão", acrescentou. O governo australiano elogiou a decisão e disse que não hámotivo para o Japão manter qualquer atividade baleeira. Oficialmente, o Japão faz a caça "para fins científicos",mas a carne desses animais acaba indo parar em açougues deluxo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.